A abrir:
Terminamos este ano com o sentimento de que, apesar das sombras que pairam sobre o mundo e a humanidade, o próximo ano de 2023 parece dar leves indícios de desanuviamento. Pelo menos, começa-se a ouvir falar de possíveis tratados de paz, o que faz assomar ao nosso espírito um início de esperança. É com este sentimento que, com serenidade, nos preparamos para mais um ano de actividades.

Abaixo, apresentamos a nossa Agenda, onde poderão inteirar-se do que se prepara. Mas, para já, queremos falar um pouco do nosso SITE. Um site é um meio poderoso de comunicação, mas necessita de ser tratado com interesse e em permanência. Não só anunciar o que há de novo, mas também manter actualizado todo o acervo de documentos e o registo de eventos mais importantes. Foi o que se procurou obter quando, já há alguns anos, se criou o site da Associação. Esses primeiros passos foram hesitantes e os resultados pouco entusiasmantes. Faltou a manutenção atenta e dinâmica. Parou-se muitas vezes no tempo e os conteúdos, apesar da qualidade, estavam mal-arrumados e não brilhavam.

Decidiu-se, recentemente, constituir uma equipa para sair do impasse. O que se fez sintetiza-se numa palavra: “refrescar”. O novo SITE, se assim se pode chamar, aí está. É fácil de consultar e dá prazer navegar nele. Curiosamente, não se pode dizer que contenha muito material novo. Mas contém, de forma acessível, muito que vale a pena conhecer. Há o que se procura e o que não se procura e se revela de interesse.

Vamos manter em permanência esta acção de acréscimo de informação e de enriquecimento de conteúdos. Mas contamos convosco para nos ajudarem nessa tarefa. Para isso, nesta versão renovada do site, acrescentámos um novo separador, intitulado “Comentem-nos”, provido dum espaço de resposta directa. É para isso mesmo: comentar, criticar, sugerir e… colaborar. Sim, todos os que desejarem, podem enviar-nos o produto das vossas reflexões ou das vossas experiências. Daí poderá nascer um novo separador: “Opiniões”.

Ficamos à espera, tanto mais que, desde que o novo site foi para o ar, a 28 de novembro, o contador de visitas, visível na página de abertura, já assinalou 660.

Leiam-nos e procurem
FAZER DOS VOSSOS AMIGOS, AMIGOS DE TEILHARD DE CHARDIN  (VER AQUI) 

SUMÁRIO

    • EFEMÉRIDE
    • HOMENAGEM
    • AGENDA
    • PUBLICAÇÕES
    • TEILHARD EM BANDA DESENHADA
    • NATAL COM TEILHARD DE CHARDIN

EFEMÉRIDE

HÁ CEM ANOS

No dia 22 de março de1922, Teilhard de Chardin defende a sua tese de doutoramento na Sorbonne, tratando um tema paleontológico intitulado «Os mamíferos do eocénico inferior francês».

Desde 1912 que ele se dedicava ao estudo da paleontologia no Museu de História Natural, de Paris, trabalhando sob a orientação do seu director, o Prof. Marcellin Boule. Ao ser incorporado, em 1914, como cabo maqueiro, nas tropas combatentes na primeira Grande Guerra, interrompe os seus estudos científicos, que só virá a retomar em 1919.

No frontispício da publicação da sua tese de doutoramento na revista científica “Annales de Paléontologie” (ver imagem), figura, sob o nome de Teilhard, a designação de Docteur es Sciences, maître de conférences à l’Institut Catholique de Paris. Efectivamente, Teilhard era, desde a sua licenciatura em 1920, professor naquele prestigiado instituto, tendo a sua carreira académica sido abruptamente interrompida em 1924 por a sua Ordem o ter enviado definitivamente para a China, na sequência de um seu escrito particular sobre o Pecado Original ter ido parar às mãos das autoridades eclesiásticas, que o consideraram perigosamente heterodoxo. 

HOMENAGEM

Professor Adriano José Alves Moreira

Ocorreu, no passado dia 23 de outubro, o falecimento do Professor Adriano Moreira, que tinha festejado, poucas semanas antes, o seu centésimo aniversário.

Foi com profundo pesar que a Associação dos Amigos de Pierre Teilhard de Chardin em Portugal tomou conhecimento da sua morte. O Professor Adriano Moreira era nosso Sócio Fundador, nosso Sócio Honorário e foi o primeiro Presidente da Mesa da Assembleia Geral da nossa Associação, cargo que ocupou durante os 10 primeiros anos.

É sobretudo como grande amigo que o recordamos. Não enaltecemos aqui as suas distintas qualidades intelectuais, não só por elas serem para todos evidentes nas suas intervenções nos mais variados fóruns ao longo de toda a sua longa vida cívica, mas também porque foram já amplamente recordadas por todos os meios de comunicação. O que, como Associação, desejamos sublinhar, é o facto de o Professor Adriano Moreira, ao aceitar, em 2006, ser nosso sócio fundador e fazer parte dos Corpos Sociais, conferindo, dessa maneira, à Associação um elevado nível de prestígio, não se limitou a preencher duma maneira meramente formal o cargo para que foi eleito. Desde a primeira hora, o Professor Adriano Moreira viveu, em proximidade de todos os outros seus dirigentes, o evoluir das actividades da Associação, com interessada atenção e vontade de contribuir para o êxito dos seus desígnios. Nas reuniões regulares da Assembleia Geral, ele não se limitava a presidir formalmente ao tratamento dos pontos das agendas propostas, antes participava interessadamente na discussão dos assuntos e contribuía, com o seu alto saber, para as melhores soluções. Não terminava nunca uma reunião da AG sem nos fazer uma reflexão sobre o pensamento de Teilhard de Chardin, figura espiritual que, confessava, o tinha inspirado desde a juventude. É, também, com um profundo sentimento de gratidão que rememoramos as magníficas conferências que, a nosso pedido, fez em inúmeros eventos da Associação, sobretudo na abertura dos cursos que, em conjunto com o Instituto Adriano Moreira, da Academia das Ciências de Lisboa, realizámos para numerosas audiências.

AGENDA

CURSO ABERTO TEILHARD DE CHARDIN

Desde o dia 3 de novembro de 2022, a nossa Associação tem em realização o CURSO ABERTO TEILHARD DE CHARDIN, sob a direcção do Padre Vasco Pinto de Magalhães sj. Trata-se dum conjunto de comunicações quinzenais que irão ser feitas, em ZOOM, por diversos especialistas, ao longo de dois anos “lectivos”, compreendendo dois módulos: o primeiro, de novembro 2022 a junho 2023, e, o segundo, de setembro 2023 a junho de 2024. (ver o programa clicando AQUI). O curso baseia-se na obra recentemente editada pela nossa Associação, em português, da autoria do professor de teologia Gérard Donnadieu (Centre Sèvres e Collège des Bernardins, Paris), intitulada «Teilhard de Chardin revisitado, um cristianismo renascido para o 3º milénio».

Este curso constitui uma grande iniciativa que se destina a ser o mais abrangente possível, com vista a alargar o conhecimento do pensamento de Teilhard de Chardin e a promover a vivência da fé cristã numa perspectiva alinhada com a visão inovadora e libertadora que ele nos propõe. É absolutamente gratuito, podendo qualquer pessoa interessada nele se inscrever, seja membro ou não da Associação, bastando para tal enviar um email para teilhardportugal@gmail.com .

Cada comunicação versará um tema específico incluído na obra e, antecipadamente, serão, por este meio, postas à disposição dos inscritos as folhas referentes a cada sessão e enviado o link e dados de acesso ao respectivo zoom. Podem visionar AQUI os vídeos com as gravações das três primeiras sessões já efectuada.

16º RETIRO ANUAL TEILHARD DE CHARDIN

Estão abertas as inscrições para este Retiro anual, que se realiza nos dias 26-28 de maio de 2023. [ver aqui 

2º ENCONTRO NACIONAL DOS AMIGOS DE TEILHARD DE CHARDIN

À semelhança do ano passado, voltaremos a reunir os amigos de Teilhard, mais uma vez na Casa Velha, Vila nova de Ourém, e, mais uma vez, em abril. Com este Encontro, comemoraremos as datas de nascimento e morte de Teilhard (1 de maio e 10 de abril) e voltaremos a ter uma sessão de reflexão sobre o seu pensamento. A data, ainda sujeita a confirmação por parte da Casa Velha, será muito provavelmente o domingo 16 de abril.

PUBLICAÇÕES

Em França

PARA UMA ESPIRITUALIDADE CÓSMICA
Descobrir Teilhard de Chardin

François Euvé

O padre jesuíta François Euvé, professor de teologia e especialista de longa data de Teilhard de Chardin, publicou, em 2015, mais esta obra abordando o seu pensamento (Éditions Salvator, Paris). François Euvé é antigo aluno do ENSET, agregado de física, redactor-chefe da revista Études (órgão jesuíta), foi professor do Centre Sèvres (faculdades jesuítas de Paris), e tem vasta obra publicada nos campos científico e religioso.

A seguir, traduzimos o texto de apresentação do livro, inserido a sua contracapa:

Sessenta anos após a sua morte, a reflexão de Pierre Teilhard de Chardin (1881-1955), jesuíta, paleontólogo e teólogo, continua a fascinar, particularmente na sua visão de uma espiritualidade do cosmos. As ameaças que pesam sobre o planeta e a emergência dum novo tipo de humanidade graças ao progresso técnico, vêm dar-lhe um novo eco. Ao falar do «Cristo Cósmico», Teilhard evoca uma salvação que diz respeito ao conjunto das criaturas e não apenas à humanidade. Se queremos, contudo, manter-nos fiéis à herança bíblica, devemos conferir ao homem um papel específico. A teologia cristã sustenta que o Deus salvador se manifestou numa pessoa humana singular, Jesus de Nazaré. Como reencontrar, pois, um certo sentido da «imanência» divina no seio do mundo? Pierre Teilhard de Chardin é um bom guia. O cerne da sua teologia encontra-se na confluência da fé em Cristo e da tomada em conta da consistência do mundo. Ela reúne, assim, questões muito actuais: o mal, a finalidade da evolução, o transumanismo ou a possibilidade da existência de outros mundos habitados.

Espera-se para não muito longe uma edição em português desta importante obra.

NATAL COM TEILHARD

Ele não esteve ausente durante o tempo imenso que precedeu o primeiro Natal, porque o tempo decorria sob o Seu influxo poderoso.  É a geração do Seu espírito criador que revolve as massas cósmicas e suscita as primeiras aparições da biosfera.    É a preparação do Seu nascimento que acelera a evolução do instinto e a eclosão do pensamento sobre a Terra.  Não estranhemos, impensadamente, a espera interminável que o Messias nos impôs.  Foram necessários os labores dolorosos e anónimos do Homem primitivo, a antiga beleza egípcia, a espera inquieta de Israel, o perfume lentamente destilado dos místicos orientais, a sabedoria cem vezes refinada dos Gregos para que, sobre a haste de Jessé e da Humanidade, a Flor pudesse eclodir.  Toda esta preparação foi cósmica e biologicamente necessária para que Cristo surgisse na humanidade.  E este longo e imenso trabalho foi animado pelo despertar activo e criador da Sua alma, porque esta alma humana fora destinada a animar o Universo. Quando Cristo apareceu nos braços de Maria, o Mundo, por Ele e com Ele, elevou-se à transcendência.

(Teilhard de Chardin, «Mon Univers»)